Locuzioni e proverbi in italiano e portoghese

Care amiche e cari amici,

Ecco la nuova sezione di Affresco della Lingua Italiana dedicata alle locuzioni e proverbi italiani con la traduzione/corrispondenza in lingua portoghese. Ovviamente, la lista non è esaustiva, ho soltanto cercato di raccogliere delle formule più comuni usate in Italia. Spero che vi piaccia!

Se volete suggerire altri proverbi ed espressioni, riempite il formulario in fondo alla pagina; sarà un piacere ricevere i vostri suggerimenti.

A breve ci saranno altre sezioni dedicate alla traduzione/corrispondenza delle locuzioni e proverbi italiani con lo spagnolo, il tedesco, il francese, il latino e l’inglese.

Buona lettura!


  1. A buon intenditore, poche parole = a bom entendedor, meia palavra basta
  2. A caval donato non si guarda in bocca = a cavalo dado não se olham os dentes
  3. A chi il signore non dà fagioli, il diavolo dà nipoti = a quem Deus não deu filhos, deu o diabo sobrinhos
  4. A goccia a goccia si scava la pietra = água mole em pedra dura, tanto bate até que fura
  5. Alzare il gomito = encher a cara, embriagar-se
  6. Andarsene alla chetichella = sair à francesa
  7. Avere i grilli in testa = ter minhoca na cabeça
  8. Avere il coltello dalla parte dal manico = estar com a faca e o queijo na mão/ter a faca e o queijo na mão
  9. Avere la pelle d’oca = estar com os cabelos/pelos arrepiados/em pé
  10. Avere una fame da lupo = ter uma fome de cão
  11. Avere un chiodo fisso in testa = ter uma ideia fixa, recorrente na cabeça.
  12. Averne fin sopra i capelli = estar com a paciência por um fio
  13. Avere la pelle d’oca = estar com os cabelos/pelos arrepiados/em pé
  14. Avere una fame da lupo = ter uma fome de cão
  15. Averne fin sopra i capelli = estar com a paciência por um fio
  16. Capitare a fagiolo = cair do céu; ser muito oportuno
  17. Chi dorme non piglia pesci = ( lit. quem dorme não pega peixe) Deus ajuda a quem cedo madruga.
  18. Chi fa da sé, fa per tre = quem trabalha sozinho, trabalha por três
  19. Chi troppo vuole nulla stringe = quem tudo quer, tudo perde/nada tem
  20. Chi va a Roma perde la poltrona = quem vai ao mar pede o lugar, quem vai à roça perde a carroça; quem vai ao vento perder o assento
  21. Chi va con lo zoppo impara a zoppicare = Dizei-me com quem andas e eu te direi quem és
  22. Chi va piano va sano e va lontano = De grão em grão a galinha enche o papo./Devagar se vai (ao) longe.
  23. Chiodo scaccia chiodo = amor com amor se paga
  24. Da una rapa non si cava sangue = burro vai a Santarém, burro vai e burro vem; tirar leite de pedra.
  25. Dimmi con chi vai e ti dirò chi sei = diga-me com quem andas e te direi quem és
  26. Dio li fa e poi li accoppia = (lit. Deus os faz, Deus os une); nascer um para outro
  27. Dormire come un ghiro = dormir como um urso
  28. È meglio un uovo oggi che una gallina domani = mais vale um pássaro na mão que dois voando
  29. Essere con l’acqua alla gola = estar com a corda no pescoço
  30. Essere con le spalle al muro = estar de pés e mãos atadas
  31. Essere culo e camicia = ser unha e carne
  32. Essere giù di corda = estar pra baixo/estar de baixo astral
  33. Essere in gamba = ter qualidades, ser bom, de valor; ser esperto
  34. Essere in quattro gatti = meia dúzia de gatos
  35. Essere un coniglio = ser medroso, ser tímido, sem coragem, ter medo de tudo; ser um bunda mole (volgare)
  36. Essere una volpe = ser esperto como uma raposa
  37. Fa quel che il prete dice, non quel che il prete fa = faz o que eu digo, mas não faças o que eu faço.
  38. Fare il filo = arrastar as asas; paquerar, dar em cima de alguém
  39. direi fare il passo più lungo della propria gamba = dar o passo maior que a perna
  40. Fare l’avvocato del diavolo = ser o advogado do diabo
  41. Fare la gatta morta = dar uma de sonso/a; se fazer de sonso/sonsa
  42. Fare orecchio da mercante = fazer orelhas moucas, fazer ouvido de mercador
  43. Gallina vecchia fa buon brodo = panela velha é que faz comida boa
  44. Gatto scottato dall’acqua calda, ha paura della fredda = gato escaldado tem medo de água fria
  45. Il bue dice cornuto all’asino = diz o asno ao mulo: tira-te daqui, orelhudo!
  46. In bocca al lupo = vamos nessa!, vai na fé (gergale), boa sorte
  47. In un batter d’occhio = em um piscar de olhos
  48. La cattiva erba cresce presto = vaso ruim não quebra
  49. La notte porta consiglio = a noite é boa conselheira
  50. L’erba dal vicino è sempre più verde = a grama do vizinho é sempre mais verde
  51. Mal comune, mezzo gaudio = dor compartilhada é dor aliviada
  52. Meglio tardi che mai = mais vale tarde que nunca/antes tarde que nunca
  53. Mettere il carro avanti ai buoi = colocar a carroça na frente dos bois
  54. Mettere la mano sul fuoco = colocar a mão no fogo
  55. Molto fumo e poco arrosto = muita aparência e pouca substância
  56. Nascere con la camicia = nascer com o cu (virado) para Lua
  57. Non c’è fumo senza arrosto = onde há fumaça, há fogo
  58. Non avere peli sulla lingua = não ter papas na língua
  59. Non avere sale in zucca = dizer ou fazer coisas sem pé nem cabeça; ter merda na cabeça (volgare)
  60. Non gettare le perle ai porci = não dês pérolas aos porcos
  61. Non si può ad un tempo bere e fischiare = não se pode assobiar e chupar cana ao mesmo tempo
  62. Non tutti i mali vengono per nuocere = há males que vem para o bem
  63. Non vendere la pelle dell’orso prima di averlo ucciso = não conte com o ovo na barriga (cu) da galinha.
  64. Occhio non vede, cuore non duole = olhos que não veem, coração que não sente
  65. Ospite raro ospite caro = à casa de tua tia, não vás todo dia
  66. Parli del diavolo e spuntano le corna = falando do diabo, aparece o rabo
  67. Piangere sul latte versato = chorar pelo leite derramado
  68. Piano piano si va lontano = devagar se vai ao longe
  69. Prendere un granchio = cair do cavalo; se dar mal
  70. Quando il gatto non c’è, i topi ballano = patrão fora, dia santo na loja; quando o gato sai os ratos fazem festa
  71. Ride bene chi ride ultimo = quem ri por último ri melhor
  72. Rimanere a bocca asciutta = ficar a ver navios
  73. Rimanere solo come un cane = ser deixado na mão/ser jogado para escanteio: levar um pé na bunda (volgare)
  74. Stare con le mani in mano = estar com as mãos abanando
  75. Se Maometto non va alla montagna, la montagna va a Maometto = se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé
  76. Tra il dire e il fare c’è di mezzo il mare = (lit. entre o dizer e o fazer há um longo caminho a percorrer), dizer é uma coisa, fazer é outra; falar é fácil, fazer que é difícil
  77. Una rondine non fa primavera = Uma andorinha só não faz verão
  78. Uomo avvisato mezzo salvato = quem avisa, amigo é
  79. Uscire dai gangheri = perder as estribeiras

Lasciaci un messaggio!

<span>%d</span> blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: